You are here

Depois que uma criança é diagnosticada com IDCG, reduzir a quantidade de germes aos quais a criança está exposta é essencial. Se o médico recomendar que a criança permaneça no hospital antes do tratamento, o hospital implementará procedimentos para minimizar o risco de infecção através do isolamento reverso.

Se a criança for enviada para casa antes do tratamento, os provedores de assistência médica podem fornecer instruções para ajudar a reduzir a chance de infecção por meio de procedimentos de isolamento domiciliar.

Germes no hospital

Se a criança permanecer no hospital após o diagnóstico, ela normalmente estará no que é conhecido como “isolamento reverso”. O isolamento reverso é projetado para proteger a criança dos germes de outras pessoas, em vez de proteger outras pessoas de um paciente que possa estar doente. Quando uma criança com IDCG estiver no hospital em isolamento reverso, os visitantes que estiverem doentes não devem ser permitidos na sala.

No isolamento reverso, a criança pode estar em uma sala com um sistema especial de filtragem de ar. Os visitantes, incluindo a família e a equipe médica, devem seguir um regime rigoroso de lavagem das mãos. Os visitantes também devem usar uma máscara, luvas e um avental de hospital. Nenhuma comida, exceto a comida da criança, é permitida na sala.

Germes em casa

Se a criança ficar em casa isolada antes do tratamento, os pais ou cuidadores devem fazer o melhor para reduzir os germes em casa. A criança deve ficar em casa e não se aventurar fora ou em locais públicos, pois os germes prosperam nesses locais e não podem ser controlados ou reduzidos pelos cuidadores.

Crianças nascidas com IDCG são suscetíveis a infecção por todos os tipos de germes, incluindo vírus, bactérias e fungos. Qualquer uma dessas infecções é fatal e pode enfraquecer a criança antes de um tratamento de transplante de células-tronco hematopoiéticas (TCTH) e tornar esse tratamento menos provável de funcionar. Aqui estão oito precauções simples para evitar a propagação de germes em casa.

  • Lave as mãos regularmente, especialmente antes de tocar na criança. Lavar as mãos com água e sabão por pelo menos 20 segundos reduz os germes. Tenha cuidado extra para lavar antes e depois de trocar fraldas, depois de ir ao banheiro, antes de preparar a comida e depois de espirrar ou tossir.
  • Não permita visitantes na casa, além daqueles que vivem lá.
  • Não leve a criança com IDCG para fora de casa para locais públicos fechados, como igreja, compras ou creche, até que os médicos permitam as viagens.
  • Irmãos e irmãs não devem tocar a criança. Se irmãos ou irmãs frequentam creche, escola religiosa ou acadêmica, a possibilidade de trazer germes para dentro de casa representa a maior ameaça para a criança.
  • Mantenha qualquer pessoa que estiver doente, mesmo com um resfriado, longe da criança.
  • Alerte a escola que irmãos e irmãs frequentam que eles têm um irmão sem sistema imunológico e que os pais devem ser contatados se houver algum surto infeccioso na escola (consulte o protocolo de catapora abaixo).
  • Se possível, realoque os animais de estimação.
  • Mantenha a casa limpa limpando as superfícies com desinfetante.